sábado, 31 de dezembro de 2016

Praça Villa Lobos - Jardim Social - Curitiba

Praça Villa Lobos
Av. Pres. Washington Luiz X 
R. Justiniano de Melo Silva X 
R. República da Síria
3800 m2
Jardim Social
Heitor Villa Lobos nasceu no Rio de Janeiro em 5 de março de 1887. Por sua capacidade como músico, recebeu o título de "Cidadão Honorário" de Nova Iorque.

Realizados os estudos elementares, dirigiu-se à Europa, onde completou sua formação musical.

Desbravador da música, da qual foi emérito cultor, nos seus diversos temas, do gênero popular aos consertos, prelúdios e sinfonias, uma glória da música brasileira.

Nos Estados Unidos, foi considerado pela crítica especializada não só como o maior compositor brasileiro, como também um dos maiores do mundo.

Todas as láureas que recebeu foram conquistadas pelo seu grande esforço e amor ao trabalho.

Sua obra é vastíssima, destacando: Panqueca, Saudade da Juventude, Uirapuru, Amazonas, Suíte Sinfônica, Sinfonia das Américas, Histórias da Carochinha...

A base de suas composições situa-se no folclore brasileiro.

Faleceu em 11 de novembro de 1959.

Lei nº 2645, de 25 de novembro de 1965.

Fonte: Alma das Ruas - Maria Nicolas.
Elaboração: IPPUC/Banco de Dados.

AO COMPOSITOR E MAESTRO

HEITOR VILLA LOBOS

A HOMENAGEM DO
POVO CURITIBANO

6 DE JUNHO DE 1970

Dr. Justiniano de Mello e Silva nasceu em Sergipe, a 8 de janeiro de 1852.

Em 1876 aportou no Paraná. Vinha desempenhar o alto cargo de Secretário do Governo da Província, em cuja capital se integrou perfeitamente.

Foi Diretor do Instituto Paranaense. 

Como jornalista, colaborou no Jornal Dezenove de Dezembro e fundou o periódico Vinte e Cinco de Março e O Paranaense.

Afastou-se durante algum tempo das aulas do Instituto, mas quando o Dr. Oliveira Bello assumiu o governo, foi reconduzido às cátedras que exercia.

Fundou o Jornal do Comércio, para lutar ao lado dos comerciários contra o Dr. Carlos de Carvalho.

Logo depois, fez surgir o Sete de Março.

Em 1892 foi nomeado Diretor Geral da Instrução Pública. Eleito Deputado Provincial em 1882-83 e 1896-97.

Em fins de 1897 deixou o Paraná. Faleceu em 12 de fevereiro de 1940 em Colatina, Estado do Espírito Santo. 
O pessoal da região é caprichoso. Fazendo reparos da mesa de xadrez/damas.
Primeira praça redonda que fotografo. Muito bonita, por sinal.













Fotografada em dezoito de dezembro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário