quinta-feira, 31 de maio de 2018

Parque Lago Azul - Umbará - Curitiba


Rua Colomba Merlin, s/nº, bairro Umbará, Curitiba.

Mais informações no site da Prefeitura de Curitiba:

Pesquisando no Google, achei interessante estar escrito que é um "lindo parque à beira-mar".


Local destinado às atividades de costume: churrascos, piqueniques, paqueras, etc. No entanto, fiquei surpreso com o número de ensaios fotográficos sendo realizados, principalmente com mulheres grávidas, mas também com noivas e outros.

O parque é grande (128.500 m2), conta com banheiro e módulo da guarda municipal. Não necessariamente com guardas municipais, pois o módulo estava fechado.






Esse mirante está destacado na foto acima, mas também aparece na foto abaixo, ao fundo.



PARQUE LAGO AZUL

Antiga propriedade da família Segala,
transformada em parque municipal.

Restaurada como bistrô, a casa-sede
mantém a lembrança dos anos 1940 do
século XX e se integra ao novo cenário,
com trilha, mirante, canchas, churrasqueiras,
mesas ao ar livre e pracinha de água.

A roda do velho moinho de fubá
parece dizer ao vento que está de
volta a antiga "praia" dos piás curitibanos.

Com respeito ao meio ambiente e 
à memória coletiva,

Curitiba, 9 de dezembro de 2008.

Prefeitura Municipal de Curitiba.


Essa é a tal casa-sede, assunto do texto acima.






Foi desse mirante que fotografei o outro mirante, objeto das fotos acima com comentário.

Fotografado em trinta e um de maio de 2018.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Praça Erika Martins Flesch - Blumenau - SC


Rua XV de Novembro X
Rua Alwin Schrader
Blumenau
Santa Catarina
Praça Erika Martins Flesch

Cada município normatiza seus logradouros públicos como quiser, mas acho que essa "praça", com cerca de 80/100 m2 deveria ser enquadrada como jardinete. Em Curitiba, por exemplo, só são consideradas praças a partir de 2500 m2, isso na teoria.



Fundação Cultural de Blumenau
Prefeitura de Blumenau

Praça Erika Martins Flesch

João Paulo Kleinübing 
Prefeito Municipal

Edson Francisco Brunsfeld
Vice-prefeito Municipal

Ivo Hadlich
Presidente da Fundação
Cultural de Blumenau

Dezembro de 2008


*******

Erika Martins Flesch 
Data de nascimento: 27 Maio 1925 
Local de nascimento:  Montanai, Crimea, Russia 
Falecimento: 7 abril 2008 (82) 
Blumenau, Santa Catarina, Brazil
Local de enterro: Blumenau, Santa Catarina, Brazil
Filha de Heinrich Martins e Alma Wagner Martins 
Esposa de Alfonso Maria Flesch 

Site Geni, de genealogia:

Sobre Erika Martins Flesch, publicado na Internet, só encontrei duas referências, uma no site Genea, que publiquei editado acima, e outra em uma dissertação de Tiago Pereira, da Universidade de Santa Catarina (abaixo). A Prefeitura de Blumenau poderia ter colocado na placa em sua homenagem um breve histórico. 
Página 171
(...) E a canção que dava continuidade ao ciclo Meu Brasil era novamente oriunda do folclore nordestino, a cantiga Na Bahia tem. O poema suscita a fertilidade e as delícias do belo estado tropical brasileiro: Na Bahia tem, tem, tem, tem coco de vintém. Ô iaiá, lá na Bahia tem. Na Bahia tem fumo e cacau. Outrossim, é provável que tenha partido do maestro Geyer, ou de sua letrista, dona Erika Flesch, que costumeiramente escrevia as letras das obras para coro, a composição do último verso da cantiga do ciclo, "na Bahia tem muita coisa que aqui não tem na Bahia tem", pois demonstra a perspectiva de que não era de "lá", mas "daqui" - uma Blumenau? Um sul do Brasil -, marcando a diversidade cultural e gastronômica do país. (...).

Meu Brasil Orquestra e Coro do Teatro Carlos Gomes, sob Regência de Heinz Geyer:
https://www.youtube.com/watch?v=XpahuGyP0AE

Não entendi porque não transcreveram o texto que faz menção à Blumenau, o qual consta no vídeo cujo link postei acima e a letra está a seguir:
(...) Na Bahia tem muita coisa que aqui não tem na Bahia tem
Em Blumenau tem batatas, linguiça, milho também
Batatas, linguiça, choucroute, palmito tem, Schlotfeger* também.

* Schlotfeger é uma massa com natas batidas enroladas com chocolate, formando um tubinho.


Heinz Geyer (Mülheim, 27/06/1897 - Blumenau, 13/06/1982). Maestro e compositor, chegou em Blumenau em 1921.

Foi um dos líderes da Sociedade Teatral Frohsinn, mais tarde Sociedade Dramático-Musical Carlos Gomes, embrião do atual Teatro Carlos Gomes.

No comando do teatro, organizou sua orquestra e coral, além de compor e produzir óperas. 

Também escreveu canções para coro infantil, música para balé e suítes baseadas no folclore brasileiro.

Regeu a orquestra do teatro pela última vez em 1971.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Heinz_Geyer


                                                                Alwin Schrader


(Detalhe do monumento de Alwin Schrader)

INAUGURADO EM 02.09.1980
NO GOVERNO DE
RENATO DE MELLO VIANNA 1
RAMIRO RUEDIGER 2





ALWIN SCHRADER

* 26.12.1869
+ 09.03.1945

PREFEITO DE BLUMENAU
01.01.1903 A 31.12.1914

HOMENAGEM DA COMUNIDADE

Mais informações sobre o Sr. Alwin Schrader:


Fotografada em dezessete de outubro de 2017.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Praça Getúlio Vargas - Gaspar - SC


Praça Getúlio Vargas
Rua Aristiliano Ramos X
Rua São Pedro
Gaspar
Santa Catarina


Getúlio Vargas:


Aristiliano Laureano Ramos 
Nascido e falecido em Lages, 10/05/1888 - 17/07/1976, filho de Belisário José de Oliveira Ramos e Teodora Ribeiro Ramos.
A vida de Aristiliano Ramos está sendo pesquisada pelos professores Cesar Luiz Pasold, da Univali, e Sirlane Melo, da Uniplac. Prefeito de Lages, deputado estadual e interventor federal entre 1933 e 1935, era primo de Nereu Ramos e foi derrotado por ele na eleição indireta do governador em 1935. Com três traições parlamentares até hoje misteriosas.


LEOPOLDO SCHRAMM
1º PREFEITO - 1934 - 1946

HOMENAGEM DA ADMINISTRAÇÃO
E DO POVO GASPARENSE
GASPAR, MARÇO/1996

O Sr. Leopoldo Schramm (nascido e falecido em Gaspar, 06/09/1890 - 08.04.1948),  foi o primeiro prefeito municipal de Gaspar. Ele governou o município de 1934 a 1947. É o prefeito com o período de mandato mais longo da história de Gaspar. 




ATENÇÃO

Informamos que a decoração natalina 
deste local foi idealizada para ser
apreciada pela população. São peças
frágeis e energizadas, podendo 
provocar acidentes se tocadas.

Código Penal, artigo 163, inciso III - Destruir, inutilizar ou deteriorar
patrimônio Público - Pena: Detenção, 6 meses a 3 anos, e multa.

(O pobre do munícipe tem de tomar duplo cuidado no Natal, para não ser
"energizado" ou encarcerado - ou ambos).


Prefeitura Municipal de Gaspar.



No poste vemos uma câmera que por sua vez transmite imagens ao vivo da praça 24h por dia:
http://www.tvgaspar.com.br/camera_praca.php







Coreto municipal, em obras, mas sem a placa com o orçamento e prazo.


Igreja São Pedro Apóstolo vista da praça.

Fotografada em dezesseis de outubro de 2017.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Praça Nassib Abdo Abage - São Francisco - Curitiba


Praça Nassib Abdo Abage   
R. Des. Vieira Cavalcanti X 
R. Senador Saraiva X 
R. Celestino Junior   
865m2
São Francisco  



PRAÇA
CÔNSUL NASSIB ABDO ABAGE

HOMENAGEM DO POVO DE CURITIBA PELOS
RELEVANTES SERVIÇOS PRESTADOS À COMUNIDADE

27 DE JUNHO DE 1988.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

ADMINISTRAÇÃO ROBERTO REQUIÃO


Nassib Abdo Abage nasceu em 17 de junho de 1904, na Síria. Veio ao Brasil aos 16 anos com sua mãe, Dona Helena. Em 1935 tornou-se cidadão brasileiro. Iniciou suas atividades profissionais em Curitiba, transferindo-se mais tarde para Siqueira Campos.

Em 1925, estabeleceu-se na Lapa com comércio em geral. 

Em 1947, transferiu-se para Curitiba, onde fundou a empresa que levaria seu nome.

Nassib casa-se no Rio de Janeiro com Bárbara Fadel, com quem teve sete filhos.

Em 1962, a empresa individual transformou-se em Irmãos Abage e Cia Ltda, atuando no ramo de materiais elétricos e hidráulicos. Em 1970, na Alameda Carlos de Carvalho, iniciou-se a comercialização de iluminação decorativa, juntamente com os demais produtos.

Foi um dos sócios fundadores da Sociedade Árabe Brasileira Beneficente; diretor-tesoureiro da Irmandade Ortodoxa São Jorge de Curitiba, de 1965 até 1972.

Conselheiro da Associação Comercial do Paraná e da Federação do Comércio do Estado; diretor do Sindicato do Comércio Atacadista de Material de Construção de Curitiba; conselheiro do Clube Sírio Libanês e presidente do Conselho Administrativo Católico Apostólico Ortodoxo Antioquino da Igreja Jorge.

Prestou relevantes serviços à Igreja de São Jorge, bem como à comunidade em geral, por isso recebeu a honraria máxima concedida pela Igreja Ortodoxa - a Comenda de São Pedro e São Paulo, em 7 de maio de 1978.

Em 19 de maio de 1978 foi nomeado para o cargo de Cônsul Honorário da República Árabe da Síria para os Estados de Paraná e Santa Catarina.



Fotografada pela primeira vez em 28 de novembro de 2012:
https://familiapetroski.blogspot.com.br/2012/11/praca-nassib-abdo-abage-sao-francisco.html?m=0













Fotografada em vinte e três de maio de 2017.